Top 5 construtoras ou incorporadoras mais influentes do Facebook

por Dgbz Inteligência

Publicado em 17 de Julho de 2018

Top 5 construtoras ou incorporadoras mais influentes do Facebook

17 de Julho de 2018

Na última edição de Outubro de 2016 do Report DGBZ - Marketing Imobiliário, realizamos pesquisas e análises a partir do ranking ITC das 50 maiores construtoras do Brasil na época, com acréscimo de construtoras monitoradas pela nossa equipe de inteligência através de nossa ferramenta de Big Data e Machine Learning exclusiva (o Buylitics), para determinar as 60 construtoras e incorporadoras que mais se destacam nos meios online. Porém, quando o assunto são as redes sociais, temos um cenário bastante interessante.

A construtora que apresenta a página de Facebook com maior número de fãs é a da MRV, que ao final do mês de Julho de 2018, tinha 4,4 milhões de seguidores em sua página. Em segundo lugar aparece a construtora e incorporadora Direcional, com mais de 1 milhão de cuidates em sua página, seguida das construtoras Tenda, com 800 mil curtidas, Gafisa, com quase 300 mil curtidas, a Tecnisa, com 259 mil fãs e finalmente, a Cyrela com 220 mil fãs.

O Cenário Atual (2018)

Com as mudanças nos algorítimos do Facebook, que hoje valoriza muito mais conteúdos dos amigos e familiares de seus usuários, está cada vez mais difícil conseguir seguidores qualificados, principalmente no setor imobiliário, já que estes são os que se engajam com as publicações de páginas de construtoras e incorporadoras. A intenção do Facebook é que as empresas que utilizam a ferramenta paguem para impulsionar e anunciar em suas plataformas.

Mas mesmo anunciando e pagando por engajamento em seus anúncios, por conta da enorme quantidade de anúncios que acabou em atrapalhar o próprio crescimento e popularidade do Facebook como empresa, a ferramenta também vai passar a cobrar um pouco mais caro e ao mesmo tempo, mostrar os anúncios para menos pessoas. E ao contrário do que muitos pensam, ter uma taxa de engajamento orgânico pode atrapalhar a empresa, ao invés de ajudar. Isto acontece porque se com as mudanças no Facebook, quanto maior o seu alcance orgânico, mais ele vai dificultar para que você apareça para as pessoas sem anunciar. 

Tendo isso em vista, muitas empresas estão recorrendo ao famoso Marketing de Conteúdo, que consiste em gerar conteúdos relevantes para o público do funil de Marketing. Criando conteúdos que falam sobre assuntos variados de dentro do segmento da empresa, ela consegue atingir públicos que tem interesses que vão desde o mais abrangente aos assuntos mais densos e específicos, se posicionando como especialista em sua área de atuação.

Esta pode ser justamente o desafio de Marketing para o mercado imobiliário, pois os conteúdos devem ser os mais relevantes e orgânicos possíveis, com menos apelo comercial e mais qualidade de informação, o que é algo com que alguns players deste mercado não estão acostumados. 

Porém, pode-se afirmar que as incorporadoras e construtoras que mais possuem seguidores dentro das redes sociais sabem utilizar bem o Marketing de Conteúdo a seu favor. A Tecnisa por exemplo, utiliza o Instagram para dar dicas e inspirações de arquitetura e decoração, assuntos relacionados ao seu segmento, mas que não são o foco da empresa. Além disso, algumas das maiores incorporadoras possuem blogs e criam artigos falando sobre as tendências do mercado, o que pode ser interessante perante a um cenário pós crise, onde os consumidores finais estão buscando muito sobre informações sobre o mercado imobiliário antes de fechar negócio.

O cenário não mudou muito desde a nossa primeira análise, em Setembro de 2016. Veja abaixo o gráfico de como era a popularidade das construtoras e incorporadoras na época:

Já a taxa de engajamento, calculada a partir do total de interações que a página recebeu dividido pelo seu número de fãs, serve para indicar a probabilidade dos fãs interagirem com a página. Na época, analisamos o despontamento de páginas menores, como as das construtoras Jota Nunes e MASA, com 2,14% e 2% de taxa de engajamento, respectivamente. Isso ocorre, possivelmente, porque como as páginas maiores não estão apresentando conteúdo que é relevante para o público, o investimento não se otimiza, e seria necessário investir muito mais em mídia para conseguir compensar a falta de relevância.

Quanto à taxa de interação, que calcula a probabilidade de um fã interagir com uma publicação específica da página, vemos que a página do Grupo Thá assume a liderança com 4,68% de taxa de interação, seguida de perto pela página da construtora Libercon, que apresenta 4,62% de taxa de interação. Também se destacam as páginas da L. Marquezzo com 4,36% de taxa, Jota Nunes, com 4,01% e MASA, com 3,53%. Esse resultado indica que existe certo equilíbrio entre investimentos, número de publicações e relevância dentro dessas páginas.

 

 

Quer saber mais e conhecer o Top 20 das construtoras e incorporadoras que são mais influentes no Facebook, e ainda receber uma análise da presença digital das 60 principais construtoras e incorporadoras do Brasil? Acesse nosso artigo e faça download da segunda edição do Report DGBZ – Marketing Imobiliário.

 


Leia mais artigos sobre o mercado imobiliário nas redes sociais nos artigos abaixo:

Quer saber mais sobre tendências e novidades do Mercado Imobiliário? Fique atento às novidades do nosso blog e assine a nossa Newsletter para receber conteúdos especiais.

 

 

Quer alavancar suas vendas?

Deixe seu contato e conheça a metodologia inovadora da primeira aceleradora de vendas do mercado imobiliário.

Quer receber conteúdo exclusivo direto no seu e-mail?