As mulheres no mercado imobiliário

por Inteligência DGBZ

Publicado em 03 de Março de 2020

As mulheres no mercado imobiliário

03 de Março de 2020

    Girl and Sell Power. Habilidades e competências femininas estão fazendo a diferença no mercado imobiliário

    Ano após ano, as mulheres são elemento importante no mercado imobiliário mostrando resultados acima as expectativas.

    Em um exercício mental rápido, vamos extrair da memória a  imagem da mulher em um plantão de imóveis. Quem conhece o mercado, vai conhecer uma ou outra corretora em um plantão onde existem 5 ou 6 homens além dela. 

Mas o mundo mudou. Muito!

Essa é mais uma atualização pela qual o mercado imobiliário precisa passar sob a pena de, assim como qualquer outra organização ou mercado, fica estagnado no passado é crítico para a sua existência e sucesso.

Mas como as mulheres estão provando a sua relevância no mercado imobiliário?

Mulheres e o PIB do mundo

    Segundo o Fórum Econômico Mundial, se mais mulheres participassem ativamente na economia, em todo mundo, com os mesmos incentivos que os homens recebem, o PIB mundial seria 6% maior. Também são notórios os estudos que dizem que empresas administradas por mulheres tem se mostrado mais eficientes quando comparadas àquelas dirigidas por homens. 

    Dados que mostram como as habilidades das mulheres são essenciais para geração de riquezas, performance de empresas e movimentação de mercados em todo o mundo.


O mercado imobiliário

    Até 1958, apenas homens podiam atuar como corretores imobiliários. Pouco mais de 60 anos onde as mulheres atuam e, mesmo que o número de corretores ainda seja maior, segundo dados do COFECI, as corretoras representam pouco mais de 47% do número de profissionais registrado e só nos últimos 10 anos que esse número de teve um crescimento expressivo.

No período de 10 anos, o número de corretoras cresceu 144%.

    Além disso, as profissionais da área são as que mais procuram se profissionalizar e se atualizar no setor imobiliário. Enquanto a maioria dos corretores confia em sua experiência e métodos, as corretoras se sobressaem ao unir experiência e método à novas expertises e se destacam também nas soft skills tão necessárias para negociações no dia de hoje:

  • Empatia
  • Proatividade
  • Motivação
  • Carisma
  • Flexibilidade


    Com essas habilidades, as mulheres têm uma condução de negócios distinta, baseada em outros pilares da relação interpessoal e que vem se mostrando muitas vezes mais efetivas que as praticadas pelos homens. A paciência, cautela e empatia ajudam as corretoras a entender melhor determinadas situações que podem ser críticas em negociações.

    São elas que, ano após ano estão se especializando constantemente. No que diz respeito à profissionalização  as mulheres representam a maior parcela de alunos que ingressam no ensino superior. Segundo dados do Censo da Educação Superior de 2016, as mulheres representavam 57,2% das matrículas em cursos de graduação.

Habilidades técnicas. Inteligência, análise, tecnologia e marketing

    Do mesmo modo que as corretoras estão mudando o jogo nas vendas de imóveis, existem, nos bastidores, profissionais de áreas vitais para o mercado que compõem a cadeia de resultados para incorporadoras e construtoras.

    Mulheres especializadas em inteligência de mercado estão à frente de planos e estratégias complexas de vendas em um novo cenário tomado pelo digital.

    Analistas de dados estão dando o norte à enormes equipes de vendas, do mesmo modo que suas capacidades analíticas são usadas ainda na gênese dos projetos.

    Especialistas em marketing, usando das habilidades que já mencionamos neste artigo, estão dando o viés humano extremamente necessário para campanhas e jornadas de compra cada vez mais efetivas. 

    A DGBZ, como Proptech, possui um time de estrategistas a frente de diversos projetos, ocupando diferentes cadeiras que completam um time de alta performance.


A visão do futuro por elas

    Não faz muito tempo, em retrospectiva, que as mulheres têm papel relevante no mercado imobiliário, início da década de 1960, entretanto, é tempo mais que suficiente para o devido reconhecimento delas no setor e também para a devida atenção à visão delas sobre como será o futuro do imobiliário no mercado e sua contribuição para ele. 

    "A mulher vive um protagonismo sem precedentes nas decisões imobiliárias. Encontramos hoje equipes compostas por profissionais mulheres em todas as pontas do processo, desde o planejamento à frente de vendas.

 A fase na qual as mulheres não tinham o poder de escolher acabou, e a cada dia atendendo leads do mercado imobiliário percebemos o crescimento da influência que elas exercem no fechamento de vendas. "

Natália Bonatti, Social Media DGBZ

Entre elas

    Mesmo com aqueles que acreditam que o poder de decisão de compra é masculino por que, em alguns casos, é “ele quem assina o cheque”, a decisão de compra no mercado residencial é, sim, tomada - ou fortemente - influenciada pelas mulheres. 

    Com essa posição empática, a profissional do mercado imobiliário vai além dos dados de mercado e consegue, com facilidade, entender os reais anseios das decisoras de compras, sendo mais efetivas em negociação e realizando mais vendas. 

    De modo algum isso significa que homens não possuem tais qualidades e habilidades, entretanto, quando falamos em números estatísticos, existem muito mais mulheres com esse perfil que o contrário. 

    Este, por si só, seria um motivo para que seu time de corretores seja diverso. Uma equipe diversa que pode aprender uns com os outros a ponto seguirem mais rápido para o objetivo em comum. Mais vendas.

Quer alavancar suas vendas?

Deixe seu contato e conheça a metodologia inovadora da primeira aceleradora de vendas do mercado imobiliário.

Quer receber conteúdo exclusivo direto no seu e-mail?