Você pode confiar em uma Proptech?

por Inteligência DGBZ

Publicado em 21 de Outubro de 2019

Você pode confiar em uma Proptech?

21 de Outubro de 2019

    Uma nova realidade, um novo comportamento de consumidor, um novo ativo estratégico para o seu negócio. Todos pautados fortemente na cultura digital. Esse novo cenário demandava uma nova solução, assim, surgiram as Proptechs.

    O mercado imobiliário nacional, assim como outros setores, não escapou ileso do período de forte recessão nos últimos anos, ao ponto de, mesmo com o menor dos sinais de melhoras, comemorar com os pontos percentuais positivos na casa de apenas 1 dígito… As vezes, menos.

    Mas mesmo neste cenário de dificuldade, algo que avançou em velocidade foi a relação das pessoas com o ambiente digital, o que mudou muito a forma como ele se comporta e claro, como consome. 

    Logo, o mercado imobiliário enfrentava batalhas duras em duas frentes: a contração e estagnação econômica e acompanhar, de maneira rápida, as mudanças que ocorreram com a cultura do online.

    Neste contexto, nasceram as Proptechs. E são elas que estão a frente da transformação do setor e serão elas as grandes responsáveis pelas vendas de imóveis hoje e nos próximos anos.

Mas afinal, o que é uma Proptech?

    Proptechs são empresas que nasceram no ambiente digital, isso está no seu DNA, não são empresas que adotaram ou se transformaram em digitais. Elas são, em essência, mais um organismo do ecossistema de negócios online.

    Com isso, estas startups estão rompendo com antigos sistemas e costumes do mercado imobiliário e inovando a forma como o segmento faz negócios através de estratégias pautadas em tecnologia (muitas vezes própria), obtenção, estudo e processamento de dados.


Onde a Proptech atua

    A área de atuação das Proptechs é a dos negócios imobiliários. Seja na venda de imóveis ou locação, estas empresas atuam justamente no espaço que imobiliárias, construtoras e incorporadoras demoraram para entrar: o do comportamento do consumidor na cultura do online.

    Além disso, algumas Proptechs também atuam muito próximas de outras “techs” que surgiram nos últimos anos como as ConTechs, responsáveis por smart cities e smart buildings e FinTechs.

    Logo, uma definição que pode ser usada para uma Proptech é a de uma empresa de tecnologia com foco em soluções para o mercado imobiliário, como, por exemplo, a DGBZ.

Por que confiar em uma Proptech.

    Olhe ao redor, você pode estar lendo este texto em um smartphone, tablet ou no seu computador. Se for o último caso, temos certeza que seu dispositivo está ao alcance da sua mão. Além do mais, faça o exercício rápido:

  • Preciso pedir comida por aplicativo. 
  • Preciso de um transporte por aplicativo.
  • Preciso terminar a minha série favorita.
  • Conversar com os amigos
  • Me atualizar sobre as notícias do dia
  • Reservar o restaurante
  • Pagar as contas…

    Tudo isso é possível direto do seu smartphone, ou pelo menos via web, porque existem soluções baseadas em tecnologia para tal. Por que o setor imobiliário não faria uso disso?

    Além do mais, a tecnologia usada por Proptechs visa a performance e a verdade dos dados, de maneira imparcial e com um único objetivo: a performance superior. Dados aos quais você pode ter acesso em uma política clara de transparência. Isso em todas as pontas, do produto, dos corretores e dos clientes.

Como uma Proptech vai mudar o mercado imobiliário

    Até aqui, já é um consenso que a cultura digital é a causa e a Protech é uma consequência. Novas tecnologias e novos comportamentos sempre demandam novas soluções. Assim como é consenso também que alguns players desse mercado negligenciaram o digital e são justamente eles que mais estão sofrendo com os tempos atuais.

    É neste cenário que as Protechs estão mudando o mercado. Estão “voando baixo” em termos de  vendas, negócios e performance justamente por entenderem que a situação atual do mercado era propensa à inovação e transformação. 

    E para que essa revolução aconteça como está acontecendo, os assets tecnológicos dessas startups são de suma importância.

Geolocalização e Geomarketing

Do melhor lugar para um empreendimento ao perfil de público da região, tecnologia de geolocalização é geomarketing são ativos estratégicos para todas etapas do projeto imobiliário, da construção às vendas.

Big Data

    Tomar decisões e até mesmo mudar os cursos de uma estratégia baseando-se em dados. Identificar os desejos do cliente, seus interesses e necessidades até mesmo identificar tendências. O uso de Big Data para o processamento de altos volumes de informação, em velocidade, é ter a velocidade que um projeto precisa para ser bem sucedido.

Inteligência artificial

    Gestão de CRM 24/7, monitoramento, constante qualificação de leads, fluxo de nutrição. Com inteligência artificial e aprendizado de máquina, é possível tocar várias jornadas, de maneira completamente automatizada. A inteligência artificial pode, inclusive, identificar - baseado em histórico e taxa de sucesso - qual abordagem ou conteúdo pode ser usado pelo agente imobiliário para com seu cliente.

Converse hoje mesmo com uma Proptech

    Propetchs estão, hoje, pelo menos 10 anos a frente em termos de performance comparados a outros players do mercado com resistência à nova forma como o consumidor se comporta graças a revolução digital. Por isso, não é difícil calcular o quanto contar com os serviços dessas empresas é uma vantagem estratégica.


Por: Comercial DGBZ


Leia também: 

O comportamento do novo consumidor do mercado imobiliário

As construções sustentáveis gerando valor de negócio

Receba uma análise para o seu produto

Mudanças no programa Minha Casa Minha Vida

Como a Inteligência Artificial te faz vender mais

Saiba mais sobre o mercado imobiliário e suas tendências, em nosso blog!

Quer alavancar suas vendas?

Deixe seu contato e conheça a metodologia inovadora da primeira aceleradora de vendas do mercado imobiliário.

Quer receber conteúdo exclusivo direto no seu e-mail?